CC-BY-SA 3.0, Juliana Bastos Marques, 2019.

LEIR/UNIRIO

Laboratório de Estudos sobre o Império Romano

Um laboratório do NERO/UNIRIO
Núcleo de Estudos e Representações da Antiguidade e do Medievo
 

    Sobre    

O LEIR/UNIRIO surgiu em 2010, como um desdobramento do Laboratório de Estudos sobre o Império Romano nacional, integrando nove universidades públicas Brasileiras (USP, UFES, UFG, UFOP, Unesp-Franca, UNIRIO, UFTM, UFCG e Unipampa) em torno do propósito comum de estimular a pesquisa especializada sobre o Império Romano.

Desde então, os laboratórios têm construído grupos de pesquisa autônomos, mas com o propósito comum de dialogar com novas perspectivas de pesquisa sobre o mundo romano e a Antiguidade como um todo. 

 

Na UNIRIO, o LEIR é parte integrante do NERO, Núcleo de Estudos e Representações da Antiguidade e do Medievo. A área de concentração do LEIR/UNIRIO é em historiografia antiga.

UNIRIO_Logo.png
538658_508998235807173_997855389_n.jpg

   Pesquisa   

 
Projeto atual: Por que acreditar em mim? Relações entre autoria e autoridade na historiografia antiga e no mundo pós-moderno

Este projeto pretende investigar a relação entre a autoria do texto histórico, individual e contextualizada em uma tradição de regras e códigos, e a autoridade nomeada, pretendida e reconhecida pelo leitor, em dois momentos: a Antiguidade Clássica e o ambiente digital do início do século XXI. Para o primeiro momento, os topoi do estudo da questão – imparcialidade, experiência, domínio do estilo e de pesquisa, apresentação dos relatos das testemunhas e uso das fontes – adquirem um novo sentido quando repensados sob a luz da relação entre autoria e autoridade. Na escrita da história através do meio digital característico da pós-modernidade, em que a Wikipédia é talvez o exemplo mais emblemático, essas duas categorias se dissociam no sentido tradicional e assumem novos funcionamentos. Pretendemos, assim, examinar como se dá a última no sentido de resposta, desafio e repensar da primeira, como forma de examinar o contexto da pós-modernidade para ler a historiografia antiga sob novos olhos.

Este projeto tem financiamento da British Academy (UK), e está sendo desenvolvido em parceria coma Newcastle University.
> mais informações em www.authorityandclassics.org
 

  Integrantes  

Profa. Dra. Juliana Bastos Marques - coordenadora
Cynthia Alves de Oliveira - mestranda

Tema: "O lado de cá e o lado de lá: tradição historiográfica e experiência pessoal nas digressões etnogeográficas de Amiano Marcelino."

> Currículo Lattes

Matheus Vargas de Souza - mestrando

Tema: "O Minos de Heródoto: um discurso para Atenas."

> Currículo Lattes

Lucas Ferreira Vieira - mestrando

Tema: "Asterix e o imaginário social francês (1961-1979)."

> Currículo Lattes

Lucas Ferreira da Silva - iniciação científica

Tema: "As contradições de Plutarco na construção de Alexandre."

Millena Augusto Roque Freire - iniciação científica

Tema: "O uso do mundo clássico na política brasileira."

Daniel Pradera Corrêa Guimarães - iniciação científica

Tema: "Visões do Império Romano entre os perenialistas e a nova direita."

  Publicações  

MARQUES, Juliana Bastos. Brasilien und die Antike. Das Erbe der Griechischen und Römischen Vergangenheit in den Tropen. Die Antike Welt, v. 2019.3, p. 84-87, 2019.

MARQUES, Juliana Bastos. Resenha: Morley, N. Classics: Why it Matters. Cambridge: Polity, 2018. 143 p. Mare Nostrum: Estudos sobre o Mediterrâneo Antigo, v. 9, p. 109-115, 2018.

 

MARQUES, Juliana Bastos. Os clássicos em tempos de horror. PHILÍA (UERJ), v. 60, p. 1, 2017.

OLIVEIRA, Cynthia Alves de. A construção do espaço e a caracterização dos personagens nas Res Gestae de Amiano Marcelino. Mare Nostrum: Estudos sobre o Mediterrâneo Antigo,, v. 6, p. 61-81, 2015.

SILVA, Lucas Ferreira da. As contradições de Plutarco na construção de Alexandre. Aurora. Revista discente de História/UFF, vol. 1, n. 2, jul/dez, 2018.

SOUZA, Matheus Vargas de. O Ensino de História Antiga em Debate: Educação com pluralidade ou Tradicionalismo Acadêmico? História e Ensino, v. 75, n. 1, pp. 571-588, jan./jun. 2019.

Ian Moura Gomes do Nascimento - iniciação científica

Tema: "Discursos de distorção: Análise comparativa entre as narrativas da pós-verdade e os comportamentos dos sofistas na Grécia Antiga."

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now